Tiriba de Barriga Vermelha

Nome Popular: Tiriba-de-barriga-vermelha
Nome Científico: Pyrrhura perlata perlata
Peso: 80 a 95g
Tamanho: 25 cm
Expectativa Vida: Em torno de 30 anos
Alimentação: Na natureza, preferem frutas pequenas, mas também comem frutos grandes, sementes e castanhas. Em cativeiro, recomenda-se oferecer ração comercial, frutas e vegetais.
Reprodução: Botam de 3 a 5 ovos que são incubados por aproximadamente 23 dias.
Distribuição Geográfica: Ocorrem ao sul do Rio Amazonas (estado do Amazonas). Pensava-se que era uma espécie endêmica do Brasil, porém recentemente foram encontrados indivíduos na Bolívia.
Descrição: São verdes, com vermelho na região ventral e na parte inferior das asas. Pescoço anterior marrom e azul nas asas. O sexo das aves não pode ser determinado somente através das características externas. Raras em cativeiro.

 

Tiriba de Testa Vermelha

Nome Popular: Tiriba-de-testa-vermelha
Nome Científico: Pyrrhura frontalis
Peso: entre 80 e 90g
Tamanho: Em torno de 27 cm
Expectativa Vida: Em torno de 30 anos
Alimentação: Na natureza, preferem frutas pequenas, mas também comem frutos grandes, sementes e castanhas. Em cativeiro, recomenda-se oferecer ração comercial, frutas, legumes e vegetais.
Reprodução: Botam de 3 a 5 ovos que são incubados por, aproximadamente, 25 dias.
Distribuição Geográfica: Ocorre da Bahia ao Rio Grande do Sul, sul do Mato Grosso do Sul, Uruguai, Paraguai e Argentina .
Descrição: São verdes, inclusive as bochechas, com a zona auricular pardacenta. Fronte, abdômen e face inferior da cauda de cor vermelho. Região perioftálmica branca assim como a cara. Não possuem diferenças externas aparentes entre machos e fêmeas. Sofrem com a perda de habitat.

Tiriba do Juruá

Nome Popular: Tiriba-do-juruá
Nome Científico: Pyrrhura picta roseifrons
Peso: 80 a 95g
Tamanho: 22 cm
Expectativa Vida: Em torno de 30 anos
Alimentação: Na natureza, preferem frutas pequenas, mas também comem frutos grandes, sementes e castanhas. Em cativeiro, recomenda-se oferecer ração comercial, frutas e vegetais.
Reprodução: Botam de 3 a 5 ovos que são incubados por aproximadamente 23 dias.
Distribuição Geográfica: Ocorrem do Panamá ao norte da América do Sul. Existem várias populações disjuntas na Venezuela, Guianas e Peru.
Descrição: Coloração predominantemente verde, com uma nódoa auricular amarela, fronte vermelha, com a porção central do ventre marrom escuro. O sexo das aves não pode ser determinado somente através das características externas. Raras em cativeiro. Sofrem com a perda de habitat e com o comércio ilegal.

Tiriba Fura Mato

Nome Popular: Tiriba-fura-mato
Nome Científico: Pyrrhura cruentata
Peso: Em média 110g
Tamanho: 30 cm
Expectativa Vida: Em torno de 30 anos
Alimentação: Na natureza alimentam-se de sementes, frutos e bagas. Em cativeiro, recomenda-se servir ração comercial específica, sementes, frutas e vegetais.
Reprodução: Apesar de já serem consideradas aparentemente adultas por volta dos 2 anos de idade, não costumam reproduzir antes dos 3 anos de vida. Costumam botar até 7 ou 8 ovos, dos quais somente 5 ou 6, geralmente, são férteis. Há muita variação no tamanho e formato dos ovos. O período de incubação é de 24 a 26 dias e os olhos dos filhotes abrem-se com 16 dias de vida. Dois meses após o nascimento, os filhotes deixam o ninho, mas por mais duas semanas voltam ao ninho à noite, para dormir.
Distribuição Geográfica: Ocorre no sudeste da Bolívia, sul do Mato Grosso, Paraguai e norte da Argentina.
Descrição: Verde, sendo mais pálido e mais amarelado nas partes dorsais. Cabeça preta e parte superior do peito azul. Penas das pernas vermelhas. Bico preto. Íris marrom-escuro e patas rosa-amarronzado. Não é possível distinguir machos e fêmeas por características externas.

Tiriba Pérola

Nome Popular: Tiriba-pérola
Nome Científico: Pyrrhura perlata lepida
Peso: 80 a 95g
Tamanho: 25 cm
Expectativa Vida: Em torno de 30 anos
Alimentação: Na natureza, preferem frutas pequenas, mas também comem frutos grandes, sementes e castanhas. Em cativeiro, recomenda-se oferecer ração comercial, frutas e vegetais.
Reprodução: Botam de 3 a 5 ovos que são incubados por aproximadamente 23 dias.
Distribuição Geográfica: Ocorrem no nordeste do Brasil, nos estados do Maranhão e Pará.
Descrição: São verdes, com vermelho na região ventral e na parte inferior das asas. Pescoço anterior marrom e azul nas asas. O sexo das aves não pode ser determinado somente através das características externas. Raras em cativeiro.

CRIADOURO GUARUBA/ CASA DO PAPAGAIO
Segunda a Quinta-Feira 9h às 17h
Tel: (11) 3835 - 5160

Todos os dias das 9h às 18h

        11)  9 9985 - 6860


avesguaruba@terra.com.br 

No. 5706381

 

  • w-facebook

© 2013 - Todos os direitos reservados - Criadouro Guaruba